Avaliação de resultado cirúrgico de pacientes com fascite plantar

  • Joaquim Maluf Neto
  • Mariana Alcântara Roldi de Azeredo
  • Carlos Augusto Silva de Andrade
  • Lúcio Aparecido Lovissoto
Palavras-chave: Fascite Plantar/cirurgia; Síndrome do Esporão Calcâneo; Inquéritos e Questionários

Resumo

Objetivo: Avaliar o resultado pós-operatório de pacientes com fasciteplantar. Métodos: Estudo transversal retrospectivo com basena aplicação do Questionário AOFAS (American Orthopaedic Footand Ankle Society Ankle-Hindfoot Scale) adaptado para os pacientesoperados em nosso serviço de Ortopedia e Traumatologia quenão responderam a um protocolo de tratamento clínico por 05meses, no período de janeiro de 2008 a setembro de 2016. Foramatendidos 554 pacientes com diagnóstico de fascite plantar, destes,a maioria teve melhora com tratamento clínico. Foram operados24 pacientes nesse período, sendo aplicado o questionário a 15deles, todos tratados com o mesmo protocolo clínico e cirúrgico,quando necessário. Avaliamos o índice de massa corporal (IMC),comorbidades clínicas e ortopédicas, complicações cirúrgicas,achadosda ressonância magnética nuclear (RM) e resultado pósoperatóriocomparando o score AOFAS antes e 3 meses depois doato cirúrgico. Resultados: A idade média dos pacientes operadosfoi 52,2 anos e o IMC médio foi 27,16; o tratamento clínico instituídofoi bastante eficaz; a porcentagem de pacientes operados foi4,33%; todos os operados fizeram RNM pré-operatória e em nenhumfoi encontrado ruptura da fáscia plantar; todos os pacientesoperados obtiveram melhora do score AOFAS, sendo a melhoramédia de 85,7%. Conclusão: O protocolo cirúrgico utilizado mostrou-se eficaz com a melhora do score clínico funcional e seguro,com baixas taxas de complicações.
Publicado
18-12-2017
Seção
Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##